INSS no Amazonas promete rapidez na concessão do Seguro-defeso 
a pescadores 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) garantiu aos pescadores do Amazonas agilidade no processamento dos requerimentos do Seguro-defeso em reunião na manhã desta sexta-feira dia 21 de outubro, com entidades da pesca e o presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Dermilson Chagas (PEN).De acordo com o gerente executivo do INSS, Clizares Santana, 100 servidores do órgão processarão os requerimentos dos pescadores. “As associações, colônias e sindicatos precisam documento o mais rápido possível porque entregando rápido, vamos fazer o processamento de forma célere. A equipe terá condições de processar cinco mil requerimentos por dia. Se os documentos chegarem até o dia 15 de novembro, iremos processar todos os requerimentos em 30 dias”, garantiu.De acordo com Dermilson Chagas, o Amazonas tem 94,5 mil pescadores e o benefício injetará R$ 330.880,00 milhões na economia amazonense, além de garantir a preservação dos estoques pesqueiros, já que os pescadores ficam proibidos de exercer a atividade durante a reprodução das espécies, no período entre 20 de novembro de 2016 e 15 de março de 2017“.O parlamentar defende que as fraudes, que foram o motivo alegado pelo Governo Federal para suspender o Seguro-Defeso em 2015, devem continuar sendo investigadas e os fraudadores, punidos. “As investigações precisam ser contínuas e os falsos pescadores devem ser excluídos do sistema para que essa minoria não prejudique os verdadeiros pescadores”, explicou.

Nenhum comentário: