Ano VIII-01 a 15 de julho de 2015 nº.172
Eles fizeram a diferença com os trabalhadores do Porto Urucu 
e Aeroporto de Carauari




O aeroporto de Carauari, novamente se tornou alvo de polêmica, devido não está dentro das normas de segurança e aviação civil. Com isso, um e-mail enviado pelo Urucu, onde fica a base petrolifera da Petrobras, chegou aterrorizando os trabalhadores de Carauari que prestam serviço por lá, informando que a Petrobras não faria mais voos para Carauari devido a situação do aeroporto e quem quisesse ter os seus empregos deveria se dirigir a Manaus, Tefé ou Coari. Com isso, causou um pânico entre os trabalhadores do Porto Urucu que temiam perder seus empregos. Neste caso, aconteceu no dia 08 de julho na Toca do Lobo, uma reunião com todos os trabalhadores sob a lideranças dos vereadores Airton Siqueira e Etevaldo Lobo junto com a vereadora Ciene para saber que rumos tomar sobre a situação. Foi que diante desta situação, o ex-prefeito Bruno Ramalho entrou na causa acionando o ministro Eduardo Braga para verificar a situação dos trabalhadores do Porto Urucu, visto que a Petrobras é vinculada ao Ministério de Minas e Energia. A princípio os voos de pequeno porte estavam liberados, porém, do Porto do Urucu e os Comerciais estavam restritos. Diante da tensão, os vereadores Etevaldo, Airton e vereadora Ciene foram a rádio Karababá FM e Rádio Cidade de Manaus para esclarecer a situação, já com uma boa notícia sobre os voos do Porto Urucu que estariam liberados, contudo, as exigências das normas de aviação civil deveriam ser cumpridas. E nesta condição, foi que o voo do Porto Urucu, no dia 11 de julho voltou a sua normalidade para a alegria dos funcionários.
Estrada do Igarapé da Roça 
parece que saiu de uma guerra



A Estrada do Igarapé da Roça parece que saiu de uma guerra. O local que liga a comunidade ao centro está completamente tomada pelo mato que aos poucos vão tomando tudo e tornado caminho, buracos enormes onde fica intransitável e o escuro que já toma conta da estrada. Moradores relatam que é difícil o acesso, onde têm que trazer produtos da cidade e outros materiais tornando-se constrangedor, pois, se perdem no caminho ou ficam danificados. Capim é visto no meio da rua como prova do abandono. Outra questão também é a iluminação da estrada, que compromete a ida e volta dos comunitários, à noite, devido a pessoas estarem fumando drogas e colocando em risco a vida dos mesmos.
O aeroporto de Carauari, novamente se tornou alvo de polêmica, devido não está dentro das normas de segurança e aviação civil. Com isso, um e-mail enviado pelo Urucu, onde fica a base petrolifera da Petrobras, chegou aterrorizando os trabalhadores de Carauari que prestam serviço por lá, informando que a Petrobras não faria mais voos para Carauari devido a situação do aeroporto e quem quisesse ter os seus empregos deveria se dirigir a Manaus, Tefé ou Coari. Com isso, causou um pânico entre os trabalhadores do Porto Urucu que temiam perder seus empregos. Neste caso, aconteceu no dia 08 de julho na Toca do Lobo, uma reunião com todos os trabalhadores sob a lideranças dos vereadores Airton Siqueira e Etevaldo Lobo junto com a vereadora Ciene para saber que rumos tomar sobre a situação. Foi que diante desta situação, o ex-prefeito Bruno Ramalho entrou na causa acionando o ministro Eduardo Braga para verificar a situação dos trabalhadores do Porto Urucu, visto que a Petrobras é vinculada ao Ministério de Minas e Energia. A princípio os voos de pequeno porte estavam liberados, porém, do Porto do Urucu e os Comerciais estavam restritos. Diante da tensão, os vereadores Etevaldo, Airton e vereadora Ciene foram a rádio Karababá FM e Rádio Cidade de Manaus para esclarecer a situação, já com uma boa notícia sobre os voos do Porto Urucu que estariam liberados, contudo, as exigências das normas de aviação civil deveriam ser cumpridas. E nesta condição, foi que o voo do Porto Urucu, no dia 11 de julho voltou a sua normalidade para a alegria dos funcionários.
Editorial- Falha no Esporte

Por Jack Serafim, Cientista Político 

Faltando 1 ano para o início das eleições, a prefeitura de Carauari decide investir pesado em uma de suas maiores falhas: o esporte. Conforme o Diário Oficial dos Municípios do Amazonas Nº 1389, consta o valor de R$ 527.805,00 para ser comprado de equipamentos entre bolas, redes e 150 equipamentos de futebol com camisa, calça e meião. Isto não é a solução, mas será um passo importante para o esporte em Carauari desde que não seja usado como moeda de troca eleitoral e que realmente chegue até os esportistas. Com esta quantidade de material adquirido aqui, ninguém vai ficar sem jogar bola. Pelo menos é o que esperamos. Sou do esporte e sei como investimentos assim são importantes. Assim como fui incisivo com o prefeito sobre o fato do aeroporto, o parabenizo sobre isto. Principalmente quando puder ver tanto seus eleitores, quanto eleitores de oposição usufruindo desse investimento.
Governo estadual deve repassar, neste ano, R$ 2,1 bi a municípios do AM 

Os municípios do Amazonas devem receber R$ 2,152 bilhões do governo do Estado, neste ano, referentes aos Impostos sobre Produtos Industrializados (IPI) e sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), além dos royalties do petróleo, segundo estimativas da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz). Mesmo com a crise econômica, a previsão de repasse para este ano é 9% maior do que em 2014, e 18,72% maior com relação à previsão dos valores repassados aos municípios pelo governo do Estado, em 2013. Os dados estão disponíveis para consulta pública no Portal da Transparência do governo do Estado, no link ‘Repasse aos municípios’. Os recursos são divididos entre os municípios do Amazonas, de acordo com o índice de participação calculado, segundo a Lei 2.787/03. De acordo com as informações disponíveis, dos R$ 2,152 bilhões que devem ser destinados aos municípios do Amazonas, neste ano, R$ 2,111 bilhões são referentes ao ICMS, R$ 32,7 milhões são referentes aos pagamentos pelos royalties do petróleo e R$ 8,250 milhões devem ser repassados por conta da desoneração do IPI. Os valores não levam em conta os repasses do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) porque o recurso varia de acordo com a quantidade de carros que existe em cada um dos municípios. Em 2012, a previsão de repasses aos municípios do Estado foi de R$ 1,664 bilhão. O valor ‘saltou’ para R$ 1,813 bilhão, em 2013; R$ 1,975 bilhão, em 2014, e R$ 2,152 bilhões, este ano.
Curso para Líderes Jovens



Aconteceu nos dias 03, 04 e 05 de julho, no Igarapé da Roça, na Igreja de Nossa Senhora Aparecida o Curso de Dinâmicas para Líderes, promovido pelo grupo de jovens JUMACRI. Na oportunidade, participaram cerca de 13 jovens do Igarapé da Roça e também do Bairro de Fátima, do grupo de jovens JACRI. Os temas abordados foram o Documento 85 da CNBB, ligado a Juventude, onde se discutiu o Perfil da Juventude, a nível nacional, regional e local, Espiritualidade e o Seguimento a Jesus Cristo e também Políticas Públicas para a Juventude. Os temas foram ministrados por Hilário Viana e José Carlos do IBGE. Na avaliação o curso foi bastante proveitoso. No final todos os jovens ganharam Certificado de Participação.
Padroeira da Prelazia de Tefé em Carauari



No segundo final de semana de julho, a padroeira da Prelazia de Tefé Santa D'Avila, no qual faz parte a Paróquia de Carauari, esteve fazendo a peregrinação nas comunidades paroquiais. O motivo da presença da santa é que neste ano de 2015 é comemorado os 500 anos de nascimento da padroeira da Prelazia e está percorrendo todas as paróquias. Antes de vir para Carauari, Santa Teresa estava em Juruá. A abertura, da peregrinação de Santa Teresa em Carauari, aconteceu no dia 10 de julho na Igreja-Matriz, na parte da manhã, com a Celebração da Família. À tarde, na comunidade de Aparecida no Igarapé da Roça, aconteceu a procissão e novena de Santa Teresa. No final de semana, Santa Teresa percorreu as comunidades de São José, São Francisco, São Pedro. Nossa Senhora de Fátima, encerrando na Igreja-Matriz.

Governo lança programa que levará internet banda larga para 
52 municípios do Amazonas 

O Programa Amazônia Conectada, que promete levar internet banda larga para 52 municípios do Amazonas foi lançado no Comando Militar da Amazônia (CMA), em Manaus. O projeto contempla 7 mil quilômetros de cabos ópticos fluviais. Serão cinco infovias ao longo dos rios das regiões do Madeira, Purus, Juruá, Alto Rio Negro e Alto Solimões. Segundo o comandante do CMA, general Theophilo Gaspar de Oliveira, as comunidades ribeirinhas também serão beneficiadas por meio de cabos menores que farão a ligação com a fibra óptica. “Conseguimos comprar cabos a um custo bem menor para que os ribeirinhos também tenham acesso à rede”, comentou Theophilo Gaspar. Os cabos serão instalados no leito dos rios da bacia amazônica. O governador José Melo acredita que o avanço na comunicação do interior do Estado beneficiará as áreas de saúde, educação, e segurança. “Com a internet banda larga a população do interior terá acesso à telemedicina, universidade à distância e até a segurança das nossas fronteiras será reforçada com a facilidade de comunicação”, pontuou. Além do governador, o ministro da Defesa Jaques Wagner, das Comunicações Ricardo Berzoini e ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, participaram do lançamento.
Comissão proíbe imprensa de divulgação de pesquisas eleitorais de instituto contratado por partido ou órgão governamental 

A Comissão de Reforma Política do Senado aprovou nesta dia 13 de julho, uma série de mudanças na legislação eleitoral. Uma das propostas analisadas pelo grupo proíbe a imprensa de contratar empresas de pesquisa que prestam ou prestaram serviços, nos últimos 12 meses antes da eleição, a partidos políticos, candidatos e órgãos da administração direta e indireta dos poderes Legislativo e Executivo.O objetivo da proibição, segundo o relator da comissão, senador Romero Jucá (PMDB/RR), é evitar a divulgação de dados “viciados”, uma vez que o instituto de pesquisa pode não ter a independência necessária para apresentar pesquisa já realizada anteriormente para um partido.A senadora Sandra Braga (PMDB/AM) disse entender e concordar com as justificativas de Jucá, mas registrou preocupação com a possibilidade de surgimento de institutos de pesquisas sem capacidade técnica. A proposta e os demais projetos já aprovados pela Comissão da Reforma Política serão analisados pelo plenário do Senado Entre outras propostas aprovadas pela Comissão está a vedação para que magistrados e integrantes do Ministério Público concorram em eleições antes de dois anos afastados do cargo. A proposta do senador Fernando Collor (PTB/AL) é para evitar o uso indevido da função. A Comissão também aprovou a criação de federações de partidos, ou seja, duas ou mais siglas poderão passar a funcionar como um só partido em eleições nacionais e atuação parlamentar. Além disso, os senadores aprovaram punição para enriquecimento ilícito no exercício do mandato. Eles também decidiram que autoridades administrativas ou judiciais poderão determinar o afastamento do servidor público se a medida for necessária para o andamento do processo. Nos casos dos agentes públicos, o afastamento deverá ser determinado por um colegiado, como um tribunal. Ainda na reunião de hoje, a Comissão de Reforma Política aprovou que agentes públicos eleitos que tiverem o mandato suspenso por juiz eleitoral só deixarão os mandatos quando houver julgamento pelo Tribunal Regional Eleitoral.