Ano XIX-16 a 30 de junho de 2016 nº. 200

Traficantes são presos ao buscar mercadoria em embarcação

Ocimar Brito da Silva ,32, Vulgo “Bolo”, e Enoque Gomes Godin, 29, foram presos em flagrante por trafico de drogas, apos uma denuncia que de a dupla estaria teria retirado uma encomenda suspeita na embarcação Dona Val, que estava atracada no Porto Galvão, no município de Carauari (distante 542 quilômetros de Manaus). Diante da denúncia os Policiais Militares foram averiguar a ocorrência, quando deparam-se com a dupla suspeita, nas proximidades do hospital, no momento da abordagem os suspeitos começaram a ficar nervosos, foram encaminhados juntamente com as encomendas até o 65° DIP. Na presença do Delegado de Polícia Dr. Roger, as encomendas foram abertas constatado que no interior delas haviam uma quantidade de 90 Gramas de Material entorpecente Tipo Maconha (Skank). A dupla que ja estava sendo monitorada pelo Setor de Inteligencia do 65°DIP, por comandarem uma “Boca de Fumo” na orla da cidade. O delegado Roger, informou que Ocimar relatou: “que por morar em uma área de difícil acesso não esperava ser pego. Pois o mercado é lucrativo. Inclusive o material ilícito já estava todo encomendado, o lucro seria 6.000 reais em uma semana, mas a casa caiu” Agora o movimento na minha área vai ficar fraco…” finalizou o delegado. Incluindo o entorpecente, foi apreendido 01 motocicleta Honda Broz 150 vermelha sem placa, e 22,00 vinte e dois reais em espécie. Todo material apreendido foi apresentado ao Delegado para procedimentos cabíveis.
Quadrilha é presa em flagrante após furtar jóias e semi-joias em residência.

Nesta madrugada dia 24 de junho mais uma residência foi vítima de quadrilha especializada em furtos. A residência situada na rua Cosme de Deus/ Nova República foi invadida por elementos em busca de furtar Jóias e sem - jóias. Na ocasião eles conseguiram realizar o furto e saíram a vagar pelas ruas, a Viatura PM composta Pelo SGT PM Lucas, e os Policiais Getúlio e Cavalcante. Realizaram várias buscas nas adjacências por suspeitos. Porém à tarde, na mesma rua que aconteceu o furto, os PMs avistaram 03 (três) indivíduos: Railon da Cruz Pereira"19" vulgo (pé de pato), Warlison de Freitas Souza "21", Warlen Benevides "19"vulgo (Bezerro). Todos em atitude suspeita, que ao se aproximar eles desfizeram-se de um saco preto jogando - o dentro de um canteiro. No momento foram abordados, e foi localizado o saco preto contendo algumas semi-joias, eles já começaram a esboçar nervosismo declarando aos militares que realmente haviam furtado a residência e mostram para os Pms outra parte das semi-joias em matagal. Em decorrência todos foram conduzidos e apresentados juntamente com todo material apreendido no 65° DIP para os procedimentos cabíveis.
Polícia Militar apreende 484 gramas de Maconha (Skank) em Carauari

Por volta das 14:30 h do dia 24 de junho, quando o 1° Sargento PM Francisco EULO retornava de seu almoço para o Quartel, deparou - se com três (03) elementos em uma motocicleta com atitude suspeita na rua Arcanjo Pessoa/ Centro. Foi quando pediu que os mesmos parassem, com isso eles começaram a ficar nervosos, o Sgt PM com sua experiência ordenou que todos deitasse e jogasse a sacola que portavam no chão em direção do militar. No qual, após ver o suposto material ilícito, deu voz de prisão por associação criminosa e Tráfico de Drogas, pois além do entorpecente, havia uma balança de precisão com o bando. Populares que passavam no local imediatamente pediram apoio da viatura PM que deslocou - se, e prestou apoio necessário na ocorrência. Todos envolvidos foram conduzidos e apresentados juntamente com material apreendido no 65° DIP. Após verificar suas identidades foram identificados por: Antônio José Nascimento Almeida (18), Ageu Silva Almeida(26), Caio Lima de Oliveira(21). Em seguida foi Lavrado Flagrante Pelo Delgado Titular do 65° DIP Dr. Roger. Agora estão à disposição da justiça.
Termelétrica a gás em Carauari deve gerar arrecadação de R$ 2 bilhões/ano, 
diz governo 

O governador José Melo (Pros) recebeu de quarta-feira, dia 22 de junho, um grupo de executivos da Rosneft Brasil, subsidiária brasileira da empresa russa que substituiu a HRT Participações no controle do projeto de exploração de gás natural e petróleo da Bacia do Solimões, no Amazonas. As informações são da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom). Liderados pelo diretor geral da Rosneft Brasil, Júlio Moreira, o grupo apresentou ao governador e à equipe de secretários o Projeto de Monetização do Gás do Solimões, que visa a implantação de uma termelétrica em Carauari, com linha de transmissão de 790 quilômetros até Manaus, onde se interligará ao Sistema Nacional de Energia (SIN). Entre os benefícios do projeto para o Amazonas estaria uma estimativa de receita de aproximadamente R$ 50,5 bilhões, num período de 25 anos, na forma de royalties, participação especial e ICMS, além de promover a expansão da interiorização do atendimento elétrico aos municípios do Amazonas. “Estudos demonstraram que uma termelétrica a gás, exportando energia para Manaus e os municípios no caminho é a melhor opção de monetização do gás explorado na bacia do Solimões”, explicou Júlio Moreira, que obteve sinalização positiva do governador José Melo em relação ao apoio e à parceria necessária para a viabilização do projeto.“O Projeto é nosso. Temos todo o interesse em atrair investimentos que possam nos ajudar a desenvolver o interior do Amazonas”, disse José Melo, ao colocar à disposição do projeto a equipe de governo, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI), que atua no desenvolvimento da nova matriz econômica do Estado.Ainda de acordo com os executivos da Rosneft os estudos mostraram que a termelétrica seria competitiva no leilão de energia do governo federal. De acordo com a empresa, um agente de transmissão e alguns agentes de geração térmica a gás, atuantes no setor elétrico brasileiro, demonstraram interesse no projeto de monetização do gás do Solimões. “Sem dúvida, esta é uma boa alternativa para alcançarmos eficiência energética substituindo os sistemas isolados do interior que são caros e poluentes, por uma energia mais verde”, observou o secretário da Seplan-CTI, Thomaz Nogueira, que acompanhou a reunião, ao lado dos secretários de Fazenda (Sefaz), Afonso Lobo, de Administração (Sead), Evandro Melo, de Meio Ambiente, Antonio Stroski e da diretora-presidente do Instituto e Proteção da Amazônia (Ipaam), Ana Aleixo.Rosneft mantém na Bacia de Solimões três clusters, sendo um de gás, um de petróleo e um terceiro voltado para exploração sísmica. Localizadas na região do rio Solimões, próximo às reservas de Urucu, no Juruá, onde a Petrobras também explora gás e petróleo, as reservas contingentes de gás da Bacia do Solimões têm potencial de produção de até 5,5 milhões de metros cúbicos/dia a serem exploradas em 25 anos, suportando uma térmica de 1,3 GW (gigawatt) de energia.
Editorial- Povo Reclamão 

Por Michael Jackson Serafim, Cientista Político e Colunista do Jornal Folha de Carauari 



Gente insatisfeita. Isso mesmo: insatisfeita. Esse nosso povo não se contenta com nada. Carauari tem ultimamente se preparado para ser a principal sede de esportes radicais e criação de bodó do mundo e vocês ainda vêm falar que a cidade não está se desenvolvendo. Que é isso? Estão cegos? Veja por exemplo a alta tecnologia usada para conter a erosão. Na administração passada pegavam o lixo e queimavam. Que desperdício! Hoje, esse lixo é usado pra tapar os buracos deixados pela erosão. Que ideia fantástica. Eles não teriam essa inteligência. Depois dessa ideia ‘brilhante’, esse povo não se contentou e resolveu falar das ruas cheias de buraco e lama. Que falta de visão! Ninguém percebeu ainda que estamos prestes a exportar para o mundo os futuros campeões de motocross, patinação e salto à distância?! E a Dilma então? Sentiria orgulho do projeto que foi implantado: ‘O bodó para todos’. Se sentir fome, é só jogar a tarrafa em frente de casa e a janta está garantida! Êita administração capacitada! Só nos enchem de orgulho. A falta de visão desse povo reclamão é tanta, que se eu fosse prefeito, iria pra Tefé passar a festa de Ano Novo pra lá. Afinal esse povo é muito chato. Reclamam de buraco cheio.
Em Carauari, MPF investiga suspeita de irregularidade no Luz Para Todos 
no Amazonas

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou inquérito civil público para investigar indícios de irregularidades na implantação do Programa Luz para Todos, do Governo Federal, em 30 comunidades ribeirinhas do Município de Carauari (a 786 quilômetros de Manaus). Essa denúncia partiu de representação que o deputado José Ricardo Wendling (PT) ingressou em novembro do ano passado contra a empresa Eletrobrás Amazonas Energia e que está sendo conduzida pela Procuradoria da República, na cidade de Tefé (a 525 quilômetros).Em fiscalização feita em Carauari, no mês de abril de 2015, as comunidades que foram contempladas no Luz para Todos denunciaram ao deputado que o serviço não estava funcionando regularmente, por conta da constante falta de energia, gerando prejuízos aos ribeirinhos, inclusive, nas diversas atividades, que vão da educação à produção agrícola.O parlamentar chegou a encaminhar ofício à Amazonas Energia, assim como a Associação dos Produtores Rurais (Asproc) do Município, solicitando informações e pedindo providências. O órgão respondeu que solucionaria esse problema até agosto do ano passado, o que não aconteceu. O caso então foi repassado ao conhecimento do Ministério das Minas e Energia, solicitando mediação junto à empresa para regularizar a prestação de energia elétrica nessas comunidades, também sem sucesso.Até a chegada do Luz para Todos, essas comunidades se beneficiavam de geração de energia própria (motor de luz), que embora fosse precária, ajudava nas suas necessidades. “Mas, com o Luz para Todos, criou-se muita expectativa de melhorias na energia, e então os moradores desativaram o antigo sistema. Porém, ficaram decepcionados com a falta de qualidade do serviço prestado. Um problema não do Programa em si, mas da concessionária aqui no Estado. Por isso, solicitamos apuração sobre os reais motivos dessa morosidade que vem causando tanto sofrimento aos moradores de Carauri”, explicou ele, parabenizando o MPF por dar prosseguimento às investigações.As comunidades afetadas pela constante falta de energia em Carauari são: Novo Horizonte, Pupuaí, Nova Esperança, Comunidade do Roque, Imperatriz, Bom Jesus, Bauana, Remanso, Idó, Barreira do Idó, São Raimundo, Manarian, Vila Ramalho, Santo Antônio do Brito, Morada Nova, Ouro Preto, Liberade, Tabuleiro, Maracajá, Samaumeira, Boa Vista, São José, Monte Carmelo, Volta do Toari, Cachoeira, Xibaua, Vila Medeiros, Zibauazinho, Vila Nova e Fazendinha.
TRE-AM terá R$ 13 milhões 
 para eleições deste ano

Manaus - O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) terá R$ 13,833 milhões disponíveis para fazer a eleição deste ano no Amazonas. Se a previsão de custo for realizado, representará uma leve redução de 0,2% em comparação com o pleito de 2014, que custou R$ 13,870 milhões para Justiça Eleitoral. Enxugar os custos promete ser a palavra de ordem para a organização do pleito deste ano, segundo o diretor-geral do TRE-AM, Messias Andrade. O diretor-geral do TRE-AM afirma que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) havia anunciado um corte nas despesas das eleições deste ano, mas voltou atrás na semana passada, mantendo os valores já acertados para os tribunais regionais. “Inicialmente, o TSE havia anunciado um contingenciamento para todos os tribunais de cerca de 30% a 35%. Antes do contingenciamento, tínhamos feito um orçamento de R$ 13,7 milhões, que caiu para R$ 11,733 milhões, e fizemos toda a nossa base de cálculo para aquisições em cima dos R$ 11 milhões”, explicou. Segundo Messias, com a chegada do ministro Gilmar Mendes à presidência do TSE, houve uma negociação com o Ministério do Planejamento e o Amazonas voltou a ter os R$ 13 milhões previstos. “No mundo ideal, iríamos fazer a eleição com R$ 16 milhões ou R$ 17 milhões, mas fizemos uma readequação e chegamos a fechar o nosso orçamento dentro dos R$ 11 milhões. A gente consegue fazer a eleição com os valores dentro do preço do mercado, assim como atender todas as zonas eleitorais do interior com o quantitativo de pessoas necessárias para realizar as eleições e vamos fazer licitação dos meios de transporte, sejam os mais complexos, como helicópteros, ou a logística de entrega de urnas dentro do valor de mercado”, afirmou Andrade. Supressão de contratos e convênios com órgãos governamentais são algumas meta do TRE-AM para o pleito deste ano, em busca de uma eleição com menos custo. “Tínhamos contratos que serão suprimidos, encontramos outra logística para fazer determinadas ações, como a transmissão de dados na capital, onde contratávamos técnicos específicos para fazer isto, mas neste ano, faremos esta transmissão com os coordenadores de cada sessão eleitoral”, afirmou. A logística de entrega das urnas também será modificada, assim como o transporte para localidade de difícil acesso. “Nos antecipamos em quatro meses para esta contratação e estamos tentando fazer esta contratação direta com o Ministério da Defesa e os orçamentos que eles nos apresentaram representam uma redução de 50% neste tipo de transporte para o interior”, disse. Ainda no interior do Estado, o tribunal pretende reduzir os técnicos de transmissão de dados. Fato que, segundo o diretor-geral do TRE, não afetará a qualidade dos serviços nem atrasará a apuração dos votos. “Antes, nas localidades distantes, até uma de barco da sede do município, a gente utilizava o equipamento para transmitir os dados via satélite, chamado Began. Neste ano, vamos usar como métrica três horas de distância de barco para usar os Begans. Até antes, a pessoa pode vir de voadeira e fazer esta transmissão de forma segura”, disse. As maiores despesas para realizar as eleições são o transporte de urnas, que utilizará avião, barco e helicóptero, além dos técnicos. Outro fator que encarece as eleições, segundo Andrade, é a contratação dos técnicos para fazer a transmissão e fazer a manutenção das urnas. Estas despesas representam até 60% dos custos da eleição.As urnas eletrônicas que serão usadas na eleição deste ano no Amazonas começam a ser organizadas para serem enviadas às cidades-polos na primeira semana de julho e começam a ser, efetivamente, distribuídas nos primeiros dias de agosto para serem armazenadas nas cidades-polos das calhas de rios, segundo cronograma de trabalhos do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), ao qual o DIÁRIO teve acesso.Segundo o chefe da Seção de Urnas Eletrônicas do TRE-AM, técnico judiciário Edrei Fabrício de Souza, a distribuição das urnas para Manaus inicia em 17 de setembro e a entrega das urnas nos locais de votação da capital acontece em 29 e 30 de setembro, dois dias antes da eleição, marcada para acontecer em 2 de outubro, um domingo.“Ainda em julho, iremos triar as urnas e semana para cada lugar onde elas serão deslocadas. Em agosto, eu comando a saída das urnas e em setembro as urnas irão para o interior para serem preparadas pelos nossos servidores e, paralelamente, estaremos preparando as urnas na capital também”, disse o chefe da seção.Ainda segundo Fabrício de Souza, no Amazonas, serão utilizadas mais de 8 mil urnas neste ano. “Isto já contando com as urnas reservas, porque serão por volta de 6.500 seções e cada seção utiliza uma urna. Quer dizer, ainda vai sobrar muitas urnas”, frisou.Na semana passada, o presidente do TRE-AM, Yêdo Simões, participou de um evento do tribunal em Itacoatiara, distante 175 quilômetros de Manaus, onde falou sobre as dificuldades logísticas no Amazonas. “Vivemos num Estado de dimensões continentais e, por conta disso, temos grande dificuldade de logística. Os obstáculos existem, mas não mediremos esforços para tirar as zonas eleitorais do isolamento. Para isso, faremos a melhoria dos links de dados nas zonas eleitorais do interior. Nosso objetivo é fazer contratação de links de alta latência, de acordo com a disponibilidade de tecnologia para o município”, disse o presidente, durante o evento em Itacoatiara.