Ano VII-16 de setembro a 15 de outubro de 2014 nº.157
6.526 Eleitores em Carauari não votaram no primeiro turno e 615 anularam seu voto

Um fato bastante interessante chamou atenção na no primeiro turno na eleição de 2014 em Carauari. Além de 6.526 (36,81%) eleitores não comparecerem às urnas, 615 eleitores (5,49%) tiveram seus votos considerados nulos num eleitorado do município de Carauari que totaliza 17.742 eleitores, onde somente 11.205 (63,19%) compareceram às urnas. A hipótese poderia ser várias como não saber votar, errar o voto por exemplo e também por não se interessar pelo pleito. Neste ano de 2014, os eleitores tiveram no primeiro turno a disposição 05 candidatos: Presidente, Governador, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual.

Falece Walter Pereira, Seu Waltinho

No o dia 11 de setembro de 2014, por volta das 09:00 h da manhã, Carauari recebeu uma triste notícia. O senhor Francisco Walter Correa Pereira, aos 73 anos, conhecido por todos como "Seu Waltinho" veio a faleceu em sua residência. Vindo de uma tradicional família da cidade, Família Pereira, Seu Waltinho ficou conhecido pela sua participação na política local, sendo inclusive vereador também participando de outros pleitos como candidato. Também deixou a sua marca registrada como comunicador, crítico, escritor de várias artigos principalmente da História de Carauari. Sempre em sua disponibilidade era uma das pessoas requisitadas para contar fatos e enredos da história do município principalmente no campo da política em eventos e palestras. O seu corpo foi velado em sua residência. No dia 12 de setembro, foi levado no carro do Corpo de Bombeiros que percorreu as principais ruas da cidade onde aconteceu a Missa de Exéquias na Igreja-Matriz seguido do cortejo ao cemitério local. No dia 19 de setembro, aconteceu a missa de sétimo dia também na Igreja-Matriz de Carauari.
Dos 61 municípios que receberam mamógrafos no AM 29 ainda não instalaram aparelho


[A Crítica] No mês dedicado à prevenção do câncer de mama, o Outubro Rosa, 29 municípios amazonenses não estão conseguindo realizar um dos principais exames para a detecção precoce da doença, a mamografia, apesar de estarem com os equipamentos nas sedes municipais.Em Carauari (a 789 quilômetros de Manaus), por exemplo, a moradora Terezinha Brito Martins, 41, disse que quer fazer o exame, mas que o aparelho, no município “há mais de cinco meses”, não estaria funcionando. “A prefeitura não instalou ainda; eu tenho 41 anos e até agora não fiz o exame”, declarou, enfatizando que três dos parentes dela faleceram o recentemente vítimas de câncer, além da própria mãe há mais tempo.O secretário municipal de Saúde de Carauari, José Vieira, enfatizou que a preparação do espaço onde vai funcionar o mamógrafo no hospital do município não foi concluído. “A sala, devido ao tipo de exame, precisa ter chumbo, e os materiais necessários para a preparação desse espaço demoram para chegar ao município; vêm de Manaus, de balsa, e tudo isso leva tempo em função da logística da região”, explicou. “Agora, estamos aguardando o técnico para finalizar a instalação do equipamento”, acrescentou Vieira. A meta é realizar, inicialmente, dez exames por dia depois que o mamógrafo estiver funcionando, cuja previsão é meados de novembro. A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) esclareceu que o mamógrafo foi entregue ao município há dois meses, e não há mais de cinco meses como informado. De acordo com a Susam, o hospital de Carauari está passando por reformas, que incluiu a preparação da sala especial (baritada), necessária à instalação do mamógrafo. O município de Alvarães (a 530 quilômetros de Manaus) também encontra-se na mesma situação. O equipamento chegou ao município, mas a sala baritada ainda está sendo preparada, conforme a secretária municipal de Saúde, Aline Labor Litaiff. Apesar de no município a maior incidência de câncer, entre as mulheres, ser no colo de útero, a prefeitura está aproveitando a proposta do Outubro Rosa para também conscientizar e incentivar o autoexame das mamas e a fazer o preventivo, com a finalidade de detectar precocemente o câncer. “Aproveitamos a campanha do Outubro Rosa para realizar o preventivo (exame Papanicolau) entre as mulheres, devido ser maior a incidência de câncer de colo de útero, e fazemos também o autoexame da mama”, informou a secretária. A mamografia (radiografia da mama) permite a detecção precoce do câncer, ao mostrar lesões em fase inicial, muito pequenas, medindo milímetros. Deve ser realizada a cada dois anos por mulheres entre 50 e 69 anos, ou segundo recomendação médica. A Lei 11.664/2008 estabeleceu que todas as mulheres têm direito à mamografia a partir dos 40 anos.Foram entregues mamógrafos para 61 municípios do Estado, dos quais 32 estão instalados, de acordo com a Susam. “A decisão de dotar todos os municípios do interior com o equipamento é um marco e terá reflexos importantíssimos na história da saúde pública do Estado, no que se refere à prevenção ao câncer de mama, uma vez que a oferta do serviço estava concentrada na capital”, informou a Secretaria, em nota. Os laudos dos exames realizados serão emitidos pela Central de Laudos do Hospital Francisca Mendes, em Manaus. Paralelamente à instalação dos mamógrafos, está ocorrendo a implantação do sistema de digitalização de imagens - que irá interligar os hospitais com a Central de Laudos em Manaus.
2º Tribunal do Júri em Carauari

Em meados de setembro aconteceu o 2º Tribunal do Júri de Carauari no auditório da Escola Estadual Sérgio Rufino (GM3). O primeiro casou foi no dia 17 onde foi julgado Bruno Monteiro de Alencar, vulgo Bodó, suspeito de ter vitimado Reginaldo Santos da Silva. Na ocasião, o suspeito foi condenado a 17 anos e 06 meses de reclusão conforme a decisão do Tribunal do Júri. No dia 19 foi a vez de Manuel de Brito Lima, que foi absolvido por maioria de votos. Em sequência foi Francisco das Chagas Lisboa da Silva que também foi absolvido. Outro caso interessante foi de Antonio Bernardo da Silva e Sebastião da Silva Bernardo, ambos irmãos, que também foram absolvidos. Já no dia 24 foi a vez de Irailton Alves de Brito que foi absolvido por maioria de votos e por último no dia 25 foi Cleucimar de Araújo, conhecido como Maná, suspeito de ter vitimado Neném Grande no Bairro de Fátima, sendo este condenado a 16 anos de reclusão.


Editorial- Parlamentar Esclarecido 

Editorial do Jornal Diário do Amazonas em 07 de outubro de 2014 

Grau de escolaridade não é indicativo de qualidade dos legisladores. Não se pode medir caráter e ética pelo nível de conhecimento,mas gente com curso superior, supõe-se que,seja esclarecida.pode,portanto,ser cobrada por um maior compromisso público. A maioria dos eleitos para o cargo de deputado federal-80%(411candidatos)-possui nível superior,segundo dados do Tribunal superior eleitoral (TSE).Dos 513 Deputados eleitos,apenas 5(1%)sequer terminaram o ensino fundamental. Podemos deduzir,a partir dessa composição,que a maior parte dos deputados sabe o que fazer no congresso,seja em causa própria ou pra o bem da sociedade. O percentual dos que têm 3°grau completo surpreende quando comparado com a escolaridade do eleitorado brasileiro.de acordo com o TSE,dos 142,8 milhões de eleitores aptos a votar este ano,5,6%concluíram a graduação.o valor corresponde a 8 milhôes de eleitores-2,8 milhões de pessoas a mais do que no pleito de 2010.ou seja,o eleitor buscou qualidade para o parlamento,considerando as exceções dos eleitos,somente 23 candidatos(4,5%)são considerados jovens,com idade até 29 anos. atualmente,para se candidatar a deputado federal é necessário ter,no mínimo,21 anos.No grupo com idade entre 30 e 59 anos,o número sobe para 278 representantes eleitos,correspondendo a 73,5%,o maior índice das faixas etárias.a cima dos 60 anos,a câmara receberá 112 parlamentares, correspondendo a 22%. Nascido em 1930, o deputado mais idoso eleito é Bonifácio de Andrada (PSDB-MG).aos 84 anos,ele vai cumprir o seu nono mandato consecutivo na câmara.já o deputado mais jovem será Uldúrico Junior (PTC-BA),de 22 anos. Agricultor,ele foi o parlamentar eleito com menos votos na Bahia.Com relação á profissão dos eleitos,algumas classes se destacam.de acordo com o TSE,44 candidatos são advogados,42 empresários,e 29 médicos. Dos eleitos,198 assumirão pela primeira vez o cargo de deputado.outros 25,que não participaram da legislatura atual,mas já tiveram mandato em algum momento,retornarão á casa. Se vai melhorar, só o tempo e a vigilância do eleitor dirão.
FATO EM IMAGEM- Devido a cheia, embarcações entram no lago de Carauari


Cetam lança abre 4.805 vagas para cursos técnicos gratuitos em Manaus e interior 

O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) lançou na quarta-feira (1)os editais do Processo Seletivo que ofertará 4.805 vagas em 42 diferentes cursos técnicos e de especialização técnica de nível nédio. Desse total, 1.230 vagas são para Manaus e 3.575 vagas são para 27 municípios do interior do estado.O período das inscrições ocorrerá entre os dias 19 e 31 de outubro e serão realizadas pela internet, por meio do site www.concursoscopec.com.br e, em postos locais de atendimento. A taxa de inscrição é de R$ 25 e a prova será aplicada no dia 7 de dezembro. As aulas iniciam no primeiro semestre de 2015 e os cursos são gratuitos.O curso Técnico é voltado para pessoas que já concluíram o ensino médio e a especialização técnica é direcionada a pessoas que já concluíram um curso técnico. Dentre os cursos técnicos, o Cetam ofertará quatro cursos inéditos: técnico em Logística, técnico em Seguros, técnico em Qualidade e técnico em Produção de Moda, além de 12 cursos de especialização técnica.A lista completa dos municípios e cursos ofertados encontra-se disponíveis no site www.concursoscopec.com.br. 
Para Carauari, haverá os seguintes cursos e vagas: Técnico em Serviços Jurídicos com 40 vagas no Turno Noturno, Técnico em Segurança do Trabalho com 40 vagas para o turno noturno e Técnico em Mecânica com 40 vagas também para o turno Noturno.
Arrecadação do Amazonas foi de mais de R$ 1 bilhão em agosto

A arrecadação de impostos e contribuições administrados pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, no Amazonas, alcançou a cifra de R$ 1.015.771.259 milhões em agosto de 2014, contra R$ 996.507.741 milhões no mesmo período em 2013, registrando aumento nominal de 1,93%. Nos oito meses deste ano a arrecadação atingiu o montante de R$ 8.690.249.599 bilhões, contra R$ 7.802.194.262 bilhões dos oito meses do ano anterior, revelando expansão nominal de 11,38%. Em relação a participação na 2ª Região Fiscal, composta por todos os estado do Norte, exceto Tocantins, o Amazonas foi responsável por 44,12% de toda a arrecadação de agosto, que foi de R$ 2.469.478.662 bilhões.
Gasolina vai subir ainda neste ano, diz ministro da Fazenda


A gasolina vai ficar mais cara ainda este ano, afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Em entrevista ao G1, Mantega, que também é presidente do Conselho de Administração da Petrobras, disse também que o governo decidiu "sacrificar" o chamado "superávit primário" – que é a economia feita para pagar juros da dívida pública – em prol de gastos com investimentos, saúde e educação. "Quem resolve o preço da gasolina é a Petrobras. Temos uma certa regularidade. Nos últimos anos, sempre teve aumento. Um ou dois. É um setor privilegiado. A maioria dos segmentos teve reajuste de preços uma vez por ano, e não duas vezes por ano. Ano passado [a gasolina] teve dois aumentos. Então, esse ano não será diferente. Vai ter aumento. Ano passado teve aumento em novembro. Quando houver a decisão, haverá um aumento. Não cabe a mim decidir isso", disse Mantega ao G1. No ano passado, houve dois reajustes nos preços da gasolina. O primeiro aconteceu em janeiro, quando a Petrobras reajustou o diesel em 5,4% e a gasolina, em 6,6%. O último reajuste aconteceu no fim de novembro de 2013 – momento no qual a Petrobras anunciou que os preços da gasolina e do diesel foram reajustados nas refinarias, sendo que a alta foi de 4% para a gasolina e de 8% para o diesel.
Projeto Envolva-se trouxe novas experiências para Carauari 

Com oficina na cidade de Carauari, no Amazonas, o projeto Envolva-se – Práticas para a Cidadania – encerrou a sua primeira edição. O evento foi realizado na quinta-feira, dia 17 de setembro, no auditório Municipal. Conhecida por promover reflexões relacionadas ao protagonismo cidadão e a comunicação comunitária, a iniciativa reuniu lideranças locais e moradores da região. No encontro foram trabalhadas, de forma prática, questões envolvendo cidadania e comunicação comunitária. Durante a oficina, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer iniciativas bem sucedidas, o que gerou entusiasmo para Antonia Heleneilde Praxedes de Araújo, que trabalha na Associação dos Produtores Rurais de Carauari (Asproc). “Depois dessa oficina podemos seguir trabalhando as questões humanas junto com a comunicação. Agora já temos mais noção de como divulgar o trabalho da Asporc. Sempre digo aos meus colegas de trabalho que a comunicação é a alma do negócio”, destaca. Rafael da Rocha Pincanço, engenheiro agrônomo do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (IDAM) achou a oficina uma atividade revigorante e informativa. “Nós que não somos da área da comunicação, achamos que não vamos conseguir desenvolver certas atividades, e hoje vocês conseguiram mostrar, justamente, o contrário. Mostraram-nos, que atitudes simples fazem toda a diferença e que também podemos ser comunicadores”, ressalta. Para Maria Lucineide Viana da Cunha, assessora administrativa da secretaria do meio ambiente de Carauari, o Envolva-se a inspirou na busca de algo maior dia após dia. “Eu gosto muito dessas questões que envolvem comunicação, gosto de interagir e de fazer o possível para ajudar quem está ao meu redor, independente de quem seja”, evidencia, ela que nasceu na comunidade São Raimundo, dois dias de barco distante de Carauari. A série de oficinas oferecidas pelo Projeto Envolva-se rodou o país com o propósito de estimular o engajamento social e a promoção de ações que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da população brasileira. Ao todo, 21 municípios brasileiros foram contemplados pelo projeto, que é uma realização do Instituto de Comunicação Social e Cidadania (InComun), em parceria com a empresa Signi, e com o patrocínio da Petrobras.